01/03/2021

O que é considerado negligência médica e por quê

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

[ad_1]


A negligência médica não se limita apenas a um ambiente hospitalar. Pode ocorrer em qualquer estabelecimento de saúde quando um médico, enfermeiro ou outro profissional de saúde causa danos a um paciente por negligência. O ato negligente pode ser causado por diagnóstico incorreto, intervenção ou tratamento incorreto ou cuidados posteriores inadequados.

Então, o que é considerado negligência médica?

Para que um caso seja considerado uma negligência médica, a reclamação deve possuir as seguintes características:

  • Abaixo do padrão médio de atendimento: De acordo com a lei, os profissionais de saúde são regidos por padrões de atendimento, que são reconhecidos por organizações de saúde respeitadas. Os pacientes esperam que médicos, enfermeiras e outros profissionais de saúde prestem cuidados alinhados com esses padrões. Se o padrão de atendimento for violado, negligência ou erro médico podem ser estabelecidos.
  • Ocorreu lesão: Uma reclamação de negligência médica deve ser válida, o que significa que deve haver lesão provocada pela violação do padrão de atendimento. Se a lesão está presente sem negligência ou se a lesão não foi causada por negligência, o caso de imperícia é inválido.
  • Danos resultantes da lesão: Um processo por negligência médica é caro para litigar. Exige testemunhos de médicos especialistas, gastando incontáveis ​​horas em depoimentos de depoimentos. O caso deve ser viável. Para isso, o paciente deve ser capaz de demonstrar que a lesão resultou em danos significativos. Um advogado de negligência médica pode ajudá-lo a avaliar seus danos. Uma reclamação de negligência médica deve mostrar que a lesão do paciente resultou em dor incomum, deficiência, sofrimento, perda de renda e dificuldades, incluindo contas médicas significativas.
Leia Também  O melhor itinerário de viagem de outono da Nova Inglaterra • The Blonde Abroad

Exemplos comuns de negligência médica

Existem muitas formas de negligência médica. É crucial saber como detectar precocemente os sinais de alerta de negligência médica para evitar maiores danos. É por isso que é importante estar ciente dos exemplos mais comuns de negligência médica.

Dê uma olhada em alguns dos seguintes exemplos de negligência médica que pode levar a um processo viável:

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
  • Diagnóstico incorreto: Isso incluiria diagnóstico incorreto ou falha no diagnóstico, em que o médico escolheu a doença errada. Um exemplo seria se um médico diagnosticasse um paciente com úlcera gástrica quando na verdade ele tinha apendicite.
  • Ignorar ou interpretar mal os resultados do laboratório: Os exames laboratoriais incluem hemograma completo, química do sangue e urinálise, entre outros. Outros estudos de diagnóstico incluem tomografia computadorizada, ressonância magnética, ultrassom e raios-X digitais. Se os resultados de qualquer um desses exames de diagnóstico forem mal interpretados, isso pode resultar em ferimentos devido ao gerenciamento incorreto da saúde.
  • Cirurgia desnecessária: A cirurgia deve ser sempre o último recurso no tratamento de doenças. Medicamentos e outros tratamentos não invasivos devem ser priorizados em relação à intervenção cirúrgica. Isso ocorre porque a cirurgia pode levar à perda de sangue, hemorragia e outras complicações. Além dos riscos de segurança, os pacientes tratados cirurgicamente têm períodos de recuperação mais longos. Se o médico realizar uma cirurgia desnecessária para tratar uma doença que poderia ter sido tratada com métodos não invasivos, isso poderá resultar em lesões e danos significativos.
  • Erro cirúrgico ou local de cirurgia errado: Esses eventos são comumente vistos em filmes, mas também ocorrem na vida real. O médico pode realizar uma operação cirúrgica em uma parte incorreta do corpo, como o fígado em vez da vesícula biliar, o que pode resultar em lesões muito graves.
  • Medicamento ou dosagem prescrita incorretamente: Se um médico prescrever um medicamento ou dosagem incorreta, pode causar danos ao paciente.
  • Pobres cuidados posteriores: Cuidados posteriores significam verificações ou acompanhamento pós-tratamento. A intervenção médica não pára depois de tratar os sinais e sintomas da doença. Deve ser realizado monitoramento contínuo da evolução do paciente, até seis semanas após a internação ou tratamento.
  • Descarga prematura: Uma alta prematura pode resultar em negligência médica, que acontece quando um hospital dá alta ao paciente antes que ele esteja pronto para receber alta. Isso pode resultar em uma catástrofe. Por exemplo, após a cirurgia, um paciente deve ser monitorado para garantir uma recuperação ideal.
  • Outros exemplos de negligência médica: Não tomar ou desconsiderar o histórico correto do paciente, falha em testar e reconhecer os sintomas e qualquer erro por parte da equipe médica que possa causar sérios danos ao paciente.
Leia Também  As melhores marcas de jaquetas e casacos masculinos: edição 2020

Escolhendo um advogado experiente e certificado pelo Conselho de Imperícia Médica

Advogado de Malversação Médica Certificado pelo Conselho

Se você ou um ente querido for vítima de negligência médica que resultou em ferimentos graves, é importante procurar a ajuda de um advogado autorizado por negligência médica. A escolha de um advogado com experiência na área o ajudará a obter a máxima indenização por todos os erros médicos que tenha sofrido.

Conclusão

Casos de negligência médica são viáveis ​​quando um paciente sofreu lesão ou dano causado pela negligência de um profissional de saúde, que resultou em danos significativos, como invalidez. Contratar um advogado de negligência médica pode ajudá-lo a ganhar o seu caso e obter o valor máximo de indenização por seus danos.



[ad_2]

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *